5 de abr de 2014

Gatos (os meus)

esse gato não é meu 

Olá Humanos
Nesse post vou falar para vocês sobre meus gatos.
Mas a minha intenção não é me engrandecer, mas sim  ressaltar a importância de cuidar dos animais.
Como está escrito no "Apresentando" eu tenho quatro gatinhos.
E vou contar a história deles pra vocês



Hana.
Bem ela é uma gatinha amarela e escolhi esse nome porque em japones significa flor.
Ela veio muito pequenina pra minha casa, não tinha nem um mês.
Tive que cuidar dela, dar leite. Fiz tudo o que pude.
Mas infelizmente, ela ficou com algumas sequelas devido ter sido tirada da mãe tão cedo (acho).
A Hana não se desenvolveu direito. Ela é devidamente pequena. Não consegue dar saltos muitos altos, nem ao menos subir no sofá direito, muito menos pular as grades do portão. Ela tem problemas frequentes como queda de pelos  (as vezes assustadoramente) e feridas que é possível que seja alguma coisa no couro dela, ainda não sabemos.
Sem contar que ela é assustadoramente obesa. Sério. E isso me preocupa porque ela é pequena e estamos prestes a castrá-la; que me assusta ainda mais, pois pode ocorrer algo no coraçãozinho dela durante a cirurgia devido a sua obesidade.
Ela está com dois anos.

Mugi
Tirei esse nome do anime K-ON
É uma gata siamesa, daqueles brancos com as patas, as orelhas e o rosto marrom.
Foi encontrada, quando filhote, por uma amiga minha que mora perto de casa.
Possivelmente, tinha sido atacada por cachorros de rua e estava toda suja.
Essa amiga a trouxe desesperada até a minha casa, onde demos banho e cuidamos dela.
É uma gata muito saudável e foi recentemente castrada.
Ela também tem dois anos

Vanellope e Pelé
São pretos e são irmãozinhos.
Fiquei sabendo deles atravez de uma amiga no facebook. 
Eles foram deixados numa caixa com mais trez irmãozinhos que foram adotados antes deles.
A Vanellope foi atropelada e ela não tem todo a cauda, só metade.
Eles chegaram muto magrinhos e pequenos na minha casa. A cauda da Venellope nem tinha cicatrizado totalmente.
Hoje eles tem quatro meses e estão super bem, aprontando.

...

Assim como eu havia dito, esse post não é para me engrandecer, mas para ressaltar a importancia de ajudar os animais
Acho uma coisa absurda abandonarem animais tão pequenos e indefesos no meio da rua.
Condenados a morrer sozinhos por causa dessa raça tão egoísta que é o ser humano.
Pense nisso. Você tem voz e força. Pode lutar por si mesmo.
E eles?
Se ninguém se importa com eles eu me importo. E você devia se importar também.
São só criaturinhas lutando pra sobreviver.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente aí Pessoa *.*